domingo, 16 de outubro de 2011

O SAMBISTA DICRÓ E AS CARICATAS

Domingo de sol, adivinha pra onde nós vamos??? O sambista carioca Dicró tem a resposta na ponta da língua, o malandro iniciou sua carreira na década de 70, injetando um humor escrachado nas letras de samba, suas músicas retratam de forma satírica o cotidiano dos subúrbios, principalmente o da baixada fluminense, no Rio de janeiro. Freqüentador da poluída praia de Ramos, onde tem um quiosque.

O cantor carioca Dicró se chama Carlos Roberto de Oliveira e nasceu no ano de 1946. Sambista de sucesso tem uma carreira maravilhosa e inúmeros fãs que lotam seus shows e é um dos mais importantes sambistas do estilo humorista. Seu apelido veio por causa de um bloco de carnaval em que ele fazia parte dos compositores e assinava suas canções colocando as inicias de seu nome CRO, que por causa de erros de tipografia passou a ser De CRO e mais tarde Di CRO até ficar Dicró como é chamado até ontem... hehehehehehehe!!!

As letras de suas músicas de sucesso são de um humor incrível e a maioria delas com duplo sentido fazendo as pessoas sorrirem muito. Ficou conhecido por ser o cara de pau que canta músicas satirizando a própria sogra falando horrores dela, coisa que nem todo mundo fala apesar de pensar. O malandro Dicró deu o ar de sua graça na VIRADINHA multicultural do Recife, enchendo de graça e cutucando tudo e todos na praça do Arsenal no Recife Antigo. Além de divertido Dicró é super ANTENADO, tanto que fez questão de exaltar sua sogra que é de Casa Amarela!!! Eu por ser carioca VIBREI, onde por alguns instantes me fez RELEMBRAR os amigos que deixei no bairro do Encantado, de onde fui nascido e criado.


video

Deixando as lembranças um pouco de lado retornamos a Praça do Arsenal, depois de PILHAR a sogra de todos resolveu mirar sua artilharia para as mulheres presentes com a Melô da Galinha, que chega a ser de mau gosto, cata só!!! “...Você não tem bico, não tem pena, não tem asa / não entendo nada, por isso fico na minha / só sei que na esquina o povo diz que você é galinha...” Para finalizar Dicró conhecido como o rimador (do Aurélio: aquele que verseja, rima, faz rimas) brincou com a divertida: “... Olha a Rima, Olha a rima o negócio é rimar, olha rima que dá, olha rima, o negócio é rimar / Perigosa é a rima que dá! / Menina namoradeira, gosta de beijo e abraço / depois fica reclamando por que perdeu... “.

Brincadeiras a parte, o show de Dicró foi um descarrego, pois costumo ver por aí pessoas sem um pingo de humor e que preferem ser ácidas e DESRESPEITOSAS com os mais experientes... Por falar em experientes, no aconchegante Bar Confraria três caricatas aprontaram sem precisar BOTAR a sogra no meio e nem chamar ninguém de GALINHA, pois deram um show!!!

Rimando talento com entretenimento e graça, as VETERANAS caricatas, Salário Mínimo, Gil Araújo e Agda Monteiro, que somando a idade de carreira das três pode ser dizer sem dúvida alguma que são as BALZAQUIANAS do humor e da irreverência, pois como costumo dizer: “experiência é POSTO, meu bem!!!”.


video

Confira os click’s feitos na ocasião da passagem do malandro Dicró na VIRADINHA multicultural e o trio de caricatas no aconchegante Bar Confraria. Fuiiiiiiiiii...!!!

Mas volto com os comentários do show da cantora Karynna Spinelli, no movimentado e climatizado point dos domingos, próximo a praçinha do Derby, o Free World House.





video




video



video







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...